top of page

Itália e Suíça serão ligadas por teleférico a mais de 3,4 mil metros nos Alpes

Nova construção ligará Cervinia, no lado italiano, a Zermatt, no lado suíço, e está prevista para entrar em funcionamento a partir deste verão europeu

Zermatt, na Suíça, com a montanha Matterhorn ao fundoLoïc Lagarde

Atravessar a fronteira entre Itália e Suíça pelos alpes acaba de ficar mais fácil.


Um novo serviço de teleférico na região do Matterhorn, um dos picos nevados mais famosos do mundo, está previsto para ligar o lado italiano com o suíço, e vice-versa, a partir deste verão europeu.

Ligação entre Cervinia (Itália) e Zermatt (Suíça) Crédito: Divulgação

As obras têm previsão de serem finalizadas ainda na primavera, o que faz com que as estâncias de esqui Cervinia, na Itália, e Zermatt, na Suíça, sejam ligadas por inéditas e modernas estações a mais de três mil metros de altitude.


A linha conecta a estação Testa Grigia, a 3.458 metros de altitude na Itália, até Klein Matterhorn, a 3.821 metros na Suíça.


Segundo informações oficiais das estâncias, o percurso tem 1,6 km e cobre a diferença de altitude de 363 metros em apenas quatro minutos.


Assim, a conexão permite que, pela primeira vez, turistas viajem entre Cervinia e Zermatt sem equipamentos de esqui. Ao todo, podem ser transportados cerca de 1.300 passageiros por hora.


De acordo com informações oficiais, o custo total da obra é estimado em 45 milhões de francos (mais de R$254 milhões na cotação atual).


A construção faz parte de um projeto maior, o Matterhorn Alpine Crossing (Travessia Alpina de Matterhorn, em português), cuja primeira fase estreou na temporada 2018 e liga a estação Trockener Steg, no vale em Zermatt, até a estação de montanha Klein Matterhorn.


Esta linha anterior opera 25 cabines, enquanto a nova adição passa a ter 10 delas, totalizando 35 modernas cabines chamadas de 3S.


Segundo a Leitner, empresa que fabrica os teleféricos, eles chegam a atingir uma velocidade de 7,5 metros por segundo e possuem 28 assentos cada, com a possibilidade de levar sete passageiros em pé.


Duas das 10 cabines são decoradas com milhares de cristais e têm um piso de vidro, o que possibilita vistas ainda mais privilegiadas para os alpes.

コメント